Como criar infraestrutura em ambientes de alta complexidade (Parte 1)

Posted by
Facebook
Facebook
LinkedIn
Twitter
Google+
https://blog.g4s.com.br/como-criar-a-infraestrutura-em-ambientes-de-alta-complexidade/

Ambientes de alta complexidade exigem soluções específicas de infraestrutura

 

ambientes de alta complexidade transporte urbanoi

 

Edifícios comerciais, indústrias, universidades, hospitais, transporte urbano… O que une esses diferentes segmentos é grande quantidade de pessoas envolvidas e complexidade de operação. 

Criar uma infraestrutura funcional para ambientes de alta complexidade exige coordenação e inteligência de diversas áreas: engenharia, segurança, tecnologia, planejamento, recursos humanos, gestão.

O maior desafio é fazer com que essas frentes trabalhem de modo unificado e eficiente.

Líder mundial em segurança e serviços, a G4S tem na integração entre tecnologia e pessoas uma de suas principais virtudes.

Depois criada uma infraestrutura, unificar o controle e a gestão é fundamental para operação do dia-a-dia dos supervisores, gestores e facilities.

O know-how da G4S em operações integradas de grande escala foi posto à prova quando a empresa foi escolhida para cuidar da infraestrutura de tecnologia e automação de um complexo sistema de transporte urbano de trens, atuando em várias estações.

 

Departamento exclusivo

 

Para fazer frente ao desafio, a G4S montou um departamento com uma equipe de 60 pessoas dedicadas exclusivamente ao projeto . Elas criaram soluções integradas e customizadas de sistemas inteligentes, que aumentaram a eficiência da operação.

A G4S foi responsável pelo fornecimento de soluções de rede local, automação, multimídia e sonorização para toda linha, além de alarmes de incêndio em uma das estações.

Um dos grandes desafios foi garantir a integração de todos os sistemas instalados na linha e estações, inclusive de equipamentos fornecidos por outras empresas.

 

Rede Local

 

A operação de trens é uma tarefa de extrema responsabilidade, que conta com sistemas e equipamentos que precisam funcionar integrados.

São escadas rolantes, elevadores, catracas, painéis elétricos de média e alta tensão, disjuntores, sistemas de energia elétrica, câmeras, ar-condicionado, computadores e servidores, entre diversos outros dispositivos.

Para garantir a comunicação desses sistemas, o primeiro passo da G4S foi estruturar o projeto de telecom, instalando todos os pontos de rede local das sete estações.

Isso envolveu a colocação (dimensionamento e cabeamento) de 300 pontos por estação, incluindo as salas técnicas. São cerca de 15 em cada estação.

Posteriormente, a G4S cuidou da instalação dos equipamentos e foi responsável ainda pela certificação da rede, realizando testes de campo para garantir que os sistemas operassem integrados.

Em outra etapa, todos os sistemas das estações, inclusive as câmeras, foram integrados ao Sistema de Transmissão Digital (STD). 

O STD é uma central que tem a visão completa do que acontece em toda a linha em tempo real.

 

Software customizado

 

A G4S desenvolveu uma solução inteligente, customizada para o cliente, que permitiu muito mais precisão, facilidade e eficiência na operação de cada estação e na linha como um todo.

Trata-se do software de automação Sistema de Controle Local (SCL), que centraliza as informações de todos os equipamentos e dispositivos em funcionamento nas estações (escadas, catracas, ar-condicionado, elevadores etc.) em um único computador, abrigado em um Centro de Controle, de onde é monitorada a operação de toda a linha.

Por meio de telas e sinalizadores, o operador acompanha em tempo real tudo o que acontece nas estações, observando qualquer intercorrência, como falhas em sistemas, tumultos, paradas de trens, etc. 

O SCL contribui para que ações de correção possam ser tomadas rapidamente, o que traz ganho de tempo, otimização de trabalho e muito mais eficiência.

O sistema também faz a captação das imagens das câmeras, permitindo ao operador tomar decisões específicas conforme as intercorrências de cada estação.

Além de desenvolver o software, a G4S forneceu os servidores, estações de trabalho, computadores das salas operacionais.

Por ser uma solução inteligente e flexível, o SCL permite ao operador tomar decisões respeitando a dinâmica de cada estação.

Ele passou a programar, por exemplo, o sistema de bloqueio (alterando o número de catracas de entrada e saída nos horários de pico e na necessidade de cada estação).

O mesmo acontece com as escadas rolantes, elevadores e outros sistemas, tornando o serviço mais dinâmico e eficiente para os usuários.

 

Na parte 2 desse artigo, confira as soluções encontradas pela G4S na área de multimídia, sonorização e sistemas de alarme!


Veja também:

Automação como recurso essencial de inclusão de pessoas com deficiência

Na íntegra – Gestão de segurança em ambientes de grande circulação


Projetos de alta complexidade exigem expertise. Podemos ajudá-lo a compreender e suprir as mais complexas necessidades. Preencha o formulário e aguarde o contato de nossos especialistas! 

* Esses campos são obrigatórios.